CuidadosGERALNotíciasSaúde

Incidência de animais peçonhentos aumenta no verão; veja os cuidados

Nessa época de verão, é cada vez mais comum encontrar animais peçonhentos. Além de eles ficarem mais ativos, os seres humanos também acabam passando mais nos ambientes deles. Aranhas, cobras, escorpiões e outros podem trazer perigo para os desatentos.

As espécies que mais causam acidentes são: serpentes, escorpiões, aranhas, abelhas e lacraias. De acordo com o Ministério da Saúde, são considerados peçonhentos os animais que possuem presas, ferrões, cerdas e espinhos capazes de envenenar as vítimas.

Dicas para evitar acidentes

  • Não desmate nem provoque queimadas. O verde é fundamental para a preservação de todas as formas de vida, importantes e necessárias para o equilíbrio ambiental;
  • Mantenha a higiene nas residências;
  • Utilize telas nas janelas e vede os ralos, portas, frestas e buracos nas paredes, bem como em assoalhos e forros;
  • Mantenha limpos os quintais, jardins, terrenos baldios, praças e outros espaços comuns do meio urbano. Nunca descarte lixo nesses locais;
  • Não acumule lixo, entulhos, materiais de construção ou outros objetos que não são mais usados. Os resíduos se tornam abrigo para animais peçonhentos, pragas e insetos;
  • Examine calçados, roupas e peças de cama e banho antes de usá-las;
  • Use botas e luvas nas atividades rurais, de jardinagem e nos passeios em trilhas, parques ecológicos e florestas;
  • Deixe endereço e telefone de unidades de saúde de referência no município sempre em local de fácil acesso para agilizar o atendimento em caso de acidentes;
  • Em caso de acidente, procure imediatamente o serviço de saúde. Não faça torniquetes nem use fórmulas caseiras;
  • Nunca deixe de informar a ocorrência a um órgão de saúde, pois os acidentes com animais peçonhentos devem ser incluídos na Lista de Notificação Compulsória do Brasil.

Qualquer surgimentos desses animais em sua residência, ligue 193 – Corpo de Bombeiros.

Fonte : Publicado-

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Error