GERALNotícias

Projeto capixaba prevê isenção de IPVA para pessoas com deficiência

Já está em tramitação na Assembleia Legislativa o projeto que pretende ampliar o valor de isenção do pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para pessoas com deficiência. A iniciativa é do deputado Bruno Lamas.

Esse benefício já existe, mas é para esse público que compra veículos de até R$ 70 mil. Mas, como o preço do carro subiu, o parlamentar propõe a elevação da isenção, que passaria a ser para veículos de até R$ 140 mil.

Lamas diz que com o aumento absurdo nos valores dos carros, para ficar isento do IPVA é muito mais difícil, e que para corrigir essa injustiça e estender as mãos para as pessoas que precisam, a sua proposta aumenta o valor da isenção.

Autor da lei que parcela o IPVA em quatro vezes, em vigor há três anos, Bruno destaca que o objetivo é cuidar para que a legislação seja ainda mais equilibrada.

“É uma ação em benefício da sociedade, na defesa do consumidor e, especialmente, no direito das pessoas com deficiência”, destacou.

Segundo a proposta, que ainda passará pelas comissões da Assembleia antes de entrar em votação no plenário, o projeto irá beneficiar pessoas acometidas de amputação, artrite reumatoide, artrodese, ausência de membros, acidente vascular cerebral (AVC) e acidente vascular encefálico (AVE).

Também serão contemplados pessoas com autismo, alguns tipos de câncer, cardiopatia, deficiência visual, mental, doenças degenerativas, neurológicas, Distúrbio Osteomolecular Relacionado ao Trabalho (Dort), encurtamento de membros, esclerose múltipla, escoliose acentuada, espondilite anquilosante, Lesão por Esforço Repetitivo (LER), linfomas, membros com deformidades congênitas ou adquiridas, paralisia cerebral, Parkinson, HIV e triplegia.

Estão incluídos ainda aqueles que necessitam de assistente na direção, desde que o veículo seja adquirido e registrado em nome do beneficiário.

Fonte:

Projeto capixaba prevê isenção de IPVA para pessoas com deficiência
Redação Dia a Dia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Error